Para a versão em inglês

Visão geral

A proteção de dados é para nós uma prioridade absoluta. O uso do nosso site é possível sem indicação de dados pessoais; no entanto, se um titular de dados desejar usar serviços especiais da empresa através do nosso site, o processamento de dados pessoais poderá ser necessário. Se o processamento de dados pessoais for necessário e não houver base legal para esse processamento, geralmente obtemos o consentimento da pessoa em questão.

O processamento de dados pessoais, como nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone de um titular de dados, sempre deve estar em conformidade com o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) e as regras nacionais de proteção de dados. proteção dos dados que são aplicáveis ​​a nós. Através desta política de proteção de dados, desejamos informar o público em geral sobre a natureza, escopo e finalidade dos dados pessoais que coletamos, usamos e processamos. Além disso, as pessoas em causa são informadas, através desta declaração de proteção de dados, dos direitos a que têm direito.

Como controladora, implementamos muitas medidas técnicas e organizacionais para garantir a proteção mais abrangente dos dados pessoais processados ​​por meio deste site. No entanto, as transmissões de dados via Internet podem, em princípio, ter deficiências de segurança, de modo que a proteção absoluta não pode ser garantida.
Nome e endereço do controlador

Controlador de dados para efeitos do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), outras leis de proteção de dados aplicáveis ​​nos Estados-Membros da União Europeia e outras disposições sobre proteção de dados:

BACK2bASICS sprl

Rua baixa 9B L-4963 Clémency, Luxemburgo

+ 352 691 20 55 66

contact@nutri-bay.com

www.nutri-bay.com


definições

Esta declaração de proteção de dados baseia-se nos termos usados ​​pelo legislador europeu para a adoção do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD). Nossa declaração de privacidade deve ser legível e compreensível para o público em geral, bem como para nossos clientes e parceiros de negócios. Para fazer isso, primeiro gostaríamos de explicar a terminologia usada.

Nesta declaração de privacidade, usamos os seguintes termos:


a.) Dados pessoais

Dados pessoais significa qualquer informação relacionada a uma pessoa física identificada ou identificável ("titular dos dados"). Uma pessoa singular identificável é uma pessoa que pode ser identificada, direta ou indiretamente, em particular por referência a um identificador, como nome, número de identificação, dados de localização, identificador on-line ou um ou mais fatores específicos A identidade física, fisiológica, genética, mental, econômica, econômica, cultural ou social dessa pessoa natural.


b.) Objetivo dos dados

O titular dos dados é qualquer pessoa física identificada ou identificável cujos dados pessoais são processados ​​pelo responsável pelo tratamento.


c.) Tratamento

Processamento é qualquer transação ou conjunto de operações realizadas em dados pessoais ou em conjuntos de dados pessoais, independentemente de serem automatizados, como coleta, registro, organização, estruturação, armazenamento, adaptação ou modificação, recuperação, consulta, uso, divulgação por transmissão, disseminação ou qualquer outra forma de fornecimento, alinhamento ou combinação, restrição, apagamento ou destruição.


d.) Restrição de tratamento

Limitar o processamento é a marcação dos dados pessoais armazenados para limitar o processamento no futuro.


e.) Criação de perfil

A criação de perfil é qualquer forma de processamento automatizado de dados pessoais que consiste no uso de dados pessoais para avaliar certos aspectos da personalidade de uma pessoa natural, em particular para analisar ou prever aspectos relativos ao desempenho dessa pessoa natural. no trabalho, situação econômica, saúde, preferências pessoais, interesses, confiabilidade, comportamento, local ou movimentos.

f.) Pseudonimização

Pseudonimização é o processamento de dados pessoais de forma que os dados pessoais não possam mais ser atribuídos a uma determinada pessoa sem o uso de informações adicionais, desde que essas informações adicionais sejam mantidas separadamente e feitas O objeto de medidas técnicas e organizacionais para garantir que os dados pessoais não sejam atribuídos a uma pessoa física identificada ou identificável.

g.) Controlador ou controlador responsável pelo processamento

O responsável pelo tratamento é a pessoa singular ou coletiva, a autoridade pública, a agência ou qualquer outro organismo que, isoladamente ou em conjunto com outros, determine os objetivos e os meios do tratamento de dados pessoais; sempre que os objetivos e os meios desse tratamento sejam determinados pela lei da União ou do Estado-Membro, o responsável pelo tratamento ou os critérios específicos para a sua nomeação podem ser estabelecidos pela legislação da União ou da Comunidade. Estado-Membro.


h.) Processador

O responsável pelo tratamento é uma pessoa singular ou coletiva, uma autoridade pública, uma agência ou qualquer outro organismo que processe dados pessoais em nome do responsável pelo tratamento.


Eu.) beneficiário

O destinatário é uma pessoa singular ou coletiva, uma autoridade pública, uma agência ou outro organismo ao qual os dados pessoais são divulgados, sejam terceiros ou não. No entanto, as autoridades públicas que possam receber dados pessoais no contexto de uma investigação específica nos termos da legislação da União ou dos Estados-Membros não serão consideradas destinatárias; o tratamento desses dados por essas autoridades públicas deve cumprir as regras de proteção de dados aplicáveis ​​de acordo com as finalidades do tratamento.


j.) Terceiros

Um terceiro é uma pessoa singular ou coletiva, uma autoridade pública, uma agência ou organização que não seja o titular dos dados, o controlador, o processador e as pessoas autorizadas a processar dados pessoais diretamente sob a autoridade do responsável pelo tratamento.


k.) Consentimento

O consentimento do titular dos dados é uma indicação dada livremente, específica, informada e inequívoca dos desejos do titular dos dados pelos quais, por uma declaração ou por uma ação afirmativa clara, ele concorda com o processamento de dados pessoais a seu respeito. .


Cookies

Nosso site usa cookies. Cookies são arquivos de texto armazenados em um sistema de computador por meio de um navegador da Internet.

Muitos sites e servidores usam cookies. Muitos cookies contêm um ID de cookie. Um ID de cookie é um identificador exclusivo do cookie. É uma cadeia de caracteres através da qual páginas e servidores da Internet podem ser atribuídos ao navegador da Web específico no qual o cookie foi armazenado. Isso permite que os sites e servidores visitados diferenciem o navegador individual do titular dos dados de outros navegadores da Internet que contêm outros cookies. Um navegador da web específico pode ser reconhecido e identificado usando o ID de cookie exclusivo.

Graças ao uso de cookies, podemos fornecer aos usuários deste site serviços mais amigáveis ​​que não seriam possíveis sem a configuração de cookies.

Por meio de um cookie, informações e ofertas em nosso site podem ser otimizadas de acordo com o usuário. Os cookies nos permitem, como mencionado anteriormente, reconhecer os usuários do nosso site. O objetivo deste reconhecimento é facilitar o uso do nosso site pelos usuários. O usuário do site que usa cookies, por exemplo. Não é necessário inserir os dados de acesso cada vez que o site é acessado, porque o site suporta e o cookie é armazenado no sistema do computador do usuário. Outro exemplo é o cookie de uma cesta em uma loja online. A loja online armazena itens que um cliente colocou no carrinho virtual por meio de um cookie.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, impedir a configuração de cookies em nosso site por meio de uma configuração correspondente do navegador da Internet usado e, portanto, pode recusar permanentemente a configuração de cookies. Além disso, os cookies já configurados podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou outro software. Isso é possível em todos os navegadores populares da Internet. Se a pessoa em questão desabilitar a configuração de cookies no navegador da Internet usado, todos os recursos do nosso site não serão totalmente utilizáveis.
Coleta de dados e informações gerais

Nosso site coleta uma série de dados e informações gerais quando uma pessoa em causa ou um sistema automatizado chama o site. Esses dados e informações gerais são armazenados nos arquivos de log do servidor.

Pode ser coletado:

(1) tipos e versões de navegadores usados,

(2) o sistema operacional usado pelo sistema de acesso,

(3) o site a partir do qual um sistema de acesso chega ao nosso site (referências),

(4) o sub -websites,

(5) a data e hora do acesso ao site,

(6) um endereço de protocolo da Internet (endereço IP),

(7) o ISP do sistema de acesso e

(8) quaisquer outros dados e as informações que podem ser usadas em caso de ataques contra nossos sistemas de computador.

Quando usamos esses dados e informações gerais, não tiramos conclusões sobre a pessoa em questão.

Essas informações são necessárias para (1) fornecer adequadamente o conteúdo de nosso site, (2) otimizar o conteúdo de nosso site, bem como sua publicidade, (3) garantir a viabilidade a longo prazo de nossos sistemas de computadores e nossa tecnologia e (4) forneça às autoridades policiais as informações necessárias para o processo criminal no caso de um ataque cibernético. Como resultado, analisamos estatisticamente os dados e as informações coletados anonimamente, a fim de aumentar a proteção e a segurança dos dados de nossa empresa e garantir um nível ótimo de proteção para os dados pessoais que processamos. Os dados anônimos dos arquivos de log do servidor são armazenados separadamente de quaisquer dados pessoais fornecidos por um titular de dados.

Direitos da pessoa em questão
a.) Direito de confirmação

Cada titular de dados tem o direito concedido pelo legislador europeu de obter do controlador de dados a confirmação do tratamento ou não dos dados pessoais que lhe dizem respeito. Se um titular dos dados desejar usufruir desse direito de confirmação, poderá a qualquer momento entrar em contato com um funcionário do responsável pelo tratamento.

b.) Direito de acesso

Cada pessoa em causa tem o direito concedido pelo legislador europeu de obter da pessoa responsável informações gratuitas sobre seus dados pessoais mantidos o tempo todo e uma cópia dessas informações. Além disso, as diretivas e regulamentos europeus concedem ao titular dos dados as seguintes informações:

os objetivos do tratamento;
As categorias de dados pessoais em causa;
Os destinatários ou categorias de destinatários a quem os dados pessoais foram ou serão divulgados, em especial destinatários em países terceiros ou organizações internacionais;
sempre que possível, o período para armazenar dados pessoais ou, se isso não for possível, os critérios utilizados para determinar esse período;
a existência do direito de solicitar ao responsável pelo tratamento que retifique ou exclua dados pessoais, ou a restrição do processamento de dados pessoais relativos ao titular dos dados, ou se oponha a esse processamento;
a existência do direito de apresentar uma queixa com um
autoridade supervisora; quando os dados pessoais não são coletados do titular dos dados, todas as informações disponíveis quanto à sua origem; a existência de tomada de decisão automatizada, incluindo criação de perfil, referida no artigo 22, parágrafos 1 e 4, do RGPD e, pelo menos nesses casos, informações significativas sobre a lógica envolvida, bem como sobre a importância e as consequências previstas Além disso, o titular dos dados tem o direito de obter informações sobre a transferência de dados pessoais para um país terceiro ou para uma organização internacional. Se for esse o caso, o titular dos dados tem o direito de ser informado das garantias apropriadas relacionadas à transferência. Se um titular de dados desejar usufruir desse direito de acesso, poderá, a qualquer momento, entrar em contato funcionário do controlador.

c.) Direito de retificação.

Cada pessoa em causa tem o direito concedido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento de dados, sem demora injustificada, a retificação dos dados pessoais imprecisos que lhe dizem respeito. Tendo em vista os objetivos do processamento, o titular dos dados tem o direito de complementar dados pessoais incompletos, inclusive fornecendo uma declaração complementar. Se um titular de dados desejar exercer esse direito de retificação, ele poderá, no a qualquer momento, entre em contato com um funcionário do responsável pelo tratamento.) Direito de cancelamento (direito a ser esquecido) Cada titular de dados tem o direito concedido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento a exclusão de dados pessoais a seu respeito. sem indu prazo e o responsável pelo tratamento dos dados tem a obrigação de apagar os dados pessoais sem demora injustificada, quando uma das seguintes razões se aplicar, desde que o tratamento não seja necessário: Os dados pessoais não são mais necessários para os fins para os quais foram coletados ou tratado de outra forma.

O titular dos dados retira o consentimento no qual o processamento se baseia, de acordo com o Artigo 6, parágrafo 1, alínea a), CPR ou Artigo 9, parágrafo 2, alínea a), do DPSP e, se nenhuma outra razão legal para tratamento. O titular dos dados opõe-se ao processamento de acordo com o 21 1, parágrafo 21, e não há motivo legítimo convincente que justifique o processamento, ou o titular de dados opõe-se ao processamento de acordo com o artigo 2, parágrafo XNUMX, do RGPD. Os dados pessoais foram processados ​​ilegalmente. Os dados pessoais devem ser apagados para o cumprimento de uma obrigação legal na lei da União ou do Estado-Membro ao qual o responsável pelo tratamento está sujeito. Os dados pessoais foram coletados em conexão com os serviços da sociedade da informação oferecidos de acordo com o 8, parágrafo 1, do GDPR. Se um dos motivos acima se aplicar, o titular dos dados deseja solicitar a exclusão dos dados pessoais que mantemos ele pode a qualquer momento entrar em contato com um funcionário do controlador. O funcionário deve garantir prontamente que a solicitação de apagamento seja atendida imediatamente. Nos casos em que o responsável pelo tratamento publicou dados pessoais e é obrigado, nos termos do artigo 17, parágrafo 1, a excluir dados pessoais, o responsável pelo tratamento implementação, tome medidas razoáveis, incluindo medidas técnicas, para informar outros controladores do processamento de dados pessoais que o titular dos dados solicitou a exclusão por esses controladores de qualquer link, cópia ou replicação desses dados pessoais, por desde que o tratamento não seja realizado. Campos obrigatórios. Um funcionário tomará as medidas necessárias em casos individuais.

e.) Direito de restringir o tratamento.

Cada titular de dados terá o direito concedido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento de dados uma das seguintes condições: os dados são contestados pelo titular dos dados durante um período que permite ao controlador verificar a precisão dos dados pessoais. O processamento é ilegal e a pessoa em questão se opõe ao apagamento de dados pessoais e solicita a restrição de seu uso. O responsável pelo tratamento não precisa mais de dados pessoais para fins de processamento, mas é exigido pelo titular dos dados para o estabelecimento, exercício ou defesa de reivindicações legais. O titular dos dados se opôs ao processamento nos termos do 21, parágrafo 1, do DPRP com verificação pendente se os motivos legítimos do controlador substituírem os do titular dos dados. Se uma das condições acima for atendida e o titular dos dados desejar solicitar a restrição do processamento de dados pessoais sobre nós, ele poderá a qualquer momento entrar em contato com um funcionário do controlador. O funcionário organizará a restrição do tratamento.

f) Direito à portabilidade dos dados.

Cada pessoa em causa tem o direito concedido pelo legislador europeu de receber os dados pessoais que lhe são fornecidos, fornecidos a um responsável pelo tratamento, de forma estruturada, formato comumente usado e legível por máquina. Ele tem o direito de transmitir esses dados a outro controlador sem obstáculos do controlador a quem os dados pessoais foram fornecidos, desde que o tratamento se baseie no consentimento referido no artigo 6, parágrafo 1, alínea a), do RGPD ou no ponto a ) 2) do GDPR, ou em um contrato nos termos do 6, parágrafo 1, alínea b), do RGPD, e o processamento é feito por meios automatizados, desde que o processamento não seja necessário para a execução de uma tarefa no interesse público ou no exercício da autoridade pública investida no responsável pelo tratamento. Além disso, ao exercer seu direito à portabilidade de dados em conformidade com o artigo 20, parágrafo 1, do RGPD, o titular dos dados tem o direito de dados transmitidos diretamente de um controlador para outro, quando tecnicamente viável e não afeta adversamente os direitos e liberdades de terceiros. Para garantir o direito à portabilidade dos dados, o titular dos dados pode, a qualquer momento, entrar em contato com um empregado.

g. ) Direito de oposição

Cada pessoa interessada tem o direito concedido pelo legislador europeu de se opor, a qualquer momento, por razões relacionadas à sua situação específica, ao tratamento de dados pessoais a seu respeito, com base nos itens e) ou f) Artigo 6, parágrafo 1, do RGPD. Isso também se aplica à criação de perfis com base nessas disposições. Não processamos mais dados pessoais em caso de objeção, a menos que possamos mostrar razões legítimas e convincentes para o tratamento que vai além dos interesses, direitos e liberdades do titular dos dados. estabelecimento, exercício ou defesa de reivindicações legais. Se processarmos dados pessoais para fins de marketing direto, o titular dos dados terá o direito de se opor a qualquer momento ao processamento de dados pessoais a seu respeito para tais fins. marketing. Isso se aplica à criação de perfis, na medida em que está relacionada a esse marketing direto. Se o titular dos dados se opuser ao processamento para fins de marketing direto, não processaremos mais dados pessoais para esses fins. Além disso, o titular dos dados tem o direito, por razões relacionadas à sua situação particular, de se opor dados pessoais relacionados a ele para fins de pesquisa científica ou histórica ou para fins estatísticos, de acordo com o 89 1, parágrafo XNUMX, a menos que o processamento seja necessário para a execução de uma tarefa executada por razões de: interesse público. exercer o direito de oposição, a pessoa em questão pode entrar em contato com qualquer funcionário. Além disso, o titular dos dados é livre no contexto do uso de serviços da sociedade da informação, e não obstante a Diretiva 2002 / 58 / CE, para usar seu direito de oposição por meios automatizados usando especificações técnicas.

h.) Tomada de decisão individual automatizada, incluindo criação de perfil

Cada pessoa em causa tem o direito concedido pelo legislador europeu de não ser objeto de uma decisão baseada apenas em processamento automatizado, incluindo criação de perfil, produzindo efeitos jurídicos a seu respeito ou afetando significativamente a decisão (1) não é necessária para celebrar ou executar um contrato entre o titular dos dados e um responsável pelo tratamento, ou (2) não está autorizada pela lei da União ou pelos Estados-Membros aos quais o responsável pelo tratamento tratamento é submetido e que também prevê medidas adequadas para proteger os direitos e liberdades do titular dos dados e os interesses legítimos, ou (3) não depende do consentimento explícito do titular dos dados.Se a decisão (1) for necessária ou (2), com base no consentimento explícito da pessoa em questão, implementaremos medidas apropriadas para proteger os direitos e liberdades e os interesses legítimos da pessoa em questão. , pelo menos o direito de obter uma intervenção humana do responsável pelo tratamento, de expressar seu ponto de vista e contestar a decisão.Se o titular dos dados desejar exercer os direitos relacionados à tomada de decisão individual automatizada, pode: a qualquer momento, entre em contato com um funcionário.

i.) Direito de retirar o consentimento da proteção de dados

Cada pessoa em causa tem o direito concedido pelo legislador europeu de retirar o seu consentimento para o tratamento dos seus dados pessoais a qualquer momento. deseja exercer o direito de retirar o consentimento, ele ou ela pode, a qualquer momento, entrar em contato com um funcionário. Base jurídica do tratamento 6 (1) em um GDPR serve como base legal para operações de processamento para as quais obtemos consentimento para fins específicos de processamento. Se o processamento de dados pessoais for necessário para a execução de um contrato do qual o titular dos dados é parte, como é o caso, por exemplo, onde operações de processamento são necessárias para o fornecimento de mercadorias ou qualquer outro outro serviço, o tratamento é com base no 6, parágrafo 1, b GDPR. O mesmo se aplica às operações de processamento necessárias para a execução de medidas pré-contratuais, por exemplo, no caso de investigações sobre seus produtos ou serviços. Nossa empresa está sujeita a uma obrigação legal segundo a qual o processamento de dados pessoais é necessário; quanto ao cumprimento de obrigações fiscais, o tratamento é baseado no art. 6 (1) em c RGPD. Em casos raros, o processamento de dados pessoais pode ser necessário para proteger os interesses vitais do titular dos dados ou de outra pessoa singular. Esse seria o caso, por exemplo, se um visitante se machucasse em nossa empresa e seu nome, idade, dados de seguro de saúde ou outras informações vitais fossem passados ​​para um médico, um hospital ou um terceiro. Então o tratamento seria baseado no art. 6 (1) em d GDPR. Por fim, as operações de processamento podem ser baseadas no artigo 6, parágrafo 1, aceso. f RGPD. Essa base legal é usada para o processamento que não é coberto por nenhum dos fundamentos legais mencionados acima, se o processamento for necessário para os interesses legítimos da nossa empresa ou de terceiros, a menos que tais interesses sejam substituídos pelos interesses. ou os direitos e liberdades fundamentais do titular dos dados que exigem a proteção de dados pessoais. Tais tratamentos são particularmente permitidos porque foram mencionados especificamente pelo legislador europeu. Considerou que se poderia presumir um interesse legítimo se o titular dos dados fosse um cliente do responsável pelo tratamento (considerando 47, segunda frase, GDPR). Eliminação e bloqueio de dados pessoaisO controlador de dados processa e armazena apenas os dados pessoais do titular dos dados. período necessário para atingir o objetivo de armazenamento, ou na medida em que seja concedido pelo legislador europeu ou por outros legisladores nas leis a que o controlador está sujeito. ou se um período de retenção prescrito pelo o legislador europeu ou outro legislador competente expira, os dados pessoais são sistematicamente bloqueados ou apagados de acordo com os requisitos legais. Interesses legítimos perseguidos pelo responsável pelo tratamento ou por terceiros em que o tratamento de dados pessoais se baseia no artigo 6, parágrafo 1. f GDPR nosso interesse legítimo é conduzir nossos negócios para o bem-estar de todos os nossos funcionários e acionistas. Período em que os dados pessoais serão armazenados.

Os critérios usados ​​para determinar o período de armazenamento de dados pessoais são os respectivos status legais prazo de validade. Após o término desse período, os dados correspondentes são excluídos regularmente, desde que não sejam mais necessários para a execução do contrato ou a celebração de um contrato. Fornecimento de dados pessoais como requisito legal ou contratual; Requisito para celebrar um contrato; Obrigação de o titular dos dados fornecer os dados pessoais possíveis conseqüências da falha em fornecer esses dados.

Especificamos que o fornecimento de dados pessoais é parcialmente exigido por lei (por exemplo, regulamentos tributários) ou também pode resultar de disposições contratuais (por exemplo, informações sobre o parceiro contratual). Às vezes, pode ser necessário concluir um contrato que o titular dos dados nos forneça dados pessoais, que devem ser processados ​​por nós. É necessário, por exemplo, que o titular dos dados nos forneça dados pessoais quando nossa empresa assinar um contrato com ele. A não comunicação de dados pessoais significaria que o contrato com a pessoa em questão não pôde ser celebrado. Antes de os dados pessoais serem fornecidos pelo titular, ele deve entrar em contato com qualquer funcionário. O funcionário explica ao titular dos dados se o fornecimento de dados pessoais é exigido por lei ou contrato ou é necessário para a celebração do contrato, é uma obrigação fornecer dados pessoais e as consequências da não provisão de dados pessoais Método de pagamento: disposições sobre proteção de dados sobre o uso do PayPal como processador de pagamento Neste site, o controlador integrou Componentes do PayPal. O PayPal é um provedor de serviços de pagamento online. Os pagamentos são processados ​​por meio de contas do PayPal, que representam contas privadas ou comerciais virtuais. O PayPal também pode processar pagamentos com cartão de crédito virtual quando um usuário não possui uma conta no PayPal. Uma conta do PayPal é gerenciada por um endereço de e-mail, e é por isso que não há números de conta padrão. O PayPal permite que você ative pagamentos on-line a terceiros ou receba pagamentos. O PayPal também aceita funções fiduciárias e fornece serviços de proteção ao comprador. A empresa européia de operação do PayPal é o PayPal (Europe) S.à.rl & Cie SCA, 22-24 Royal Boulevard, 2449 Luxemburgo, Luxemburgo.Se a pessoa em questão escolher "PayPal" como uma opção de pagamento na loja on-line durante o processo do pedido, transmitimos automaticamente os dados da pessoa em questão ao PayPal. Ao selecionar esta opção de pagamento, o titular dos dados aceita a transferência de dados pessoais necessários para o processamento de pagamentos. Os dados pessoais enviados ao PayPal geralmente são o primeiro nome, sobrenome, endereço, endereço de e-mail, endereço IP, número de telefone sombra, número de telefone celular ou outros dados necessários para o processamento do pagamento. O processamento do contrato de compra também requer esses dados pessoais, que estão relacionados ao respectivo pedido. O objetivo da transmissão de dados é o processamento de pagamentos e a prevenção de fraudes. O controlador transferirá os dados pessoais para o PayPal, em particular, se for fornecido um interesse legítimo na transmissão. Os dados pessoais trocados entre o PayPal e o controlador de dados serão enviados pelo PayPal às agências de crédito. Essa transmissão é destinada a verificações de identidade e crédito.O PayPal, quando apropriado, envia dados pessoais a afiliadas e provedores de serviços ou subcontratados, na medida do necessário para cumprir obrigações contratuais ou processar dados. na ordem. o sujeito tem a opção de revogar o consentimento para o processamento de dados pessoais a qualquer momento a partir do PayPal. Uma revogação não afetará os dados pessoais que devem ser processados, usados ​​ou transmitidos de acordo com o processamento do pagamento (contratual). As disposições de proteção de dados aplicáveis ​​do PayPal podem ser recuperadas em https://www.paypal.com/us/ webapps / mpp / ua / privacy-full.Registro em nosso site O titular dos dados tem a possibilidade de se registrar no site do controlador com a indicação dos dados pessoais. Os dados pessoais transmitidos ao controlador são determinados pela respectiva máscara de entrada usada para a gravação. Os dados pessoais inseridos pelo titular dos dados são coletados e armazenados exclusivamente para uso interno pelo controlador e para seus próprios fins. O controlador pode solicitar a transferência para um ou mais processadores (por exemplo, um serviço de encomendas) que também usa dados pessoais para fins internos atribuíveis ao controlador. Ao registrar no site do controlador, o endereço IP atribuído pelo serviço de Internet provedor (ISP) e usado pelo titular dos dados, data e hora do registro também são armazenados. O armazenamento desses dados ocorre no contexto em que é a única maneira de impedir o uso indevido de nossos serviços e, se necessário, investigar as ofensas cometidas. Porque armazenar esses dados é necessário para proteger o controlador. Esses dados não são repassados ​​a terceiros, a menos que haja uma obrigação legal de transmiti-los ou se a transferência servir ao propósito de processo criminal. O registro do titular dos dados, com a indicação voluntária dos dados pessoais, destina-se a permitir que o controlador ofereça o conteúdo ou serviços do titular dos dados que só podem ser oferecidos a usuários registrados devido à natureza do problema em questão. As pessoas registradas podem modificar os dados pessoais especificados no registro a qualquer momento ou excluí-los completamente do armazenamento de dados do controlador de dados. O responsável pelo tratamento deve fornecer, a qualquer momento, informações a pedido de cada pessoa interessada. Quais dados pessoais são armazenados no titular dos dados. Além disso, o controlador corrige ou apaga os dados pessoais mediante solicitação ou indicação do titular dos dados, desde que não haja obrigação legal de armazenamento. Nesse sentido, todos os funcionários do controlador estão disponíveis para a pessoa em questão como pessoa de contato.Registro da Newsletter Em nosso site, os usuários têm a oportunidade de assinar a newsletter de nossa empresa . A máscara de entrada usada para esse fim determina quais dados pessoais são transmitidos, bem como quando o boletim informativo é solicitado ao controlador. Informamos regularmente nossos clientes e parceiros de negócios por meio de um boletim informativo sobre ofertas corporativas. O boletim da empresa só pode ser recebido pelo titular dos dados se (1) o titular dos dados tiver um endereço de email válido e (2) os registros do titular dos dados para o envio do boletim. Um e-mail de confirmação será enviado para o endereço de e-mail registrado por um titular de dados pela primeira vez para o envio de um boletim por motivos legais, como parte do procedimento de dupla opção. -in. Este e-mail de confirmação é usado para provar se o proprietário do endereço de e-mail como titular dos dados está autorizado a receber o boletim.Na assinatura do boletim, também armazenamos o endereço IP do sistema de computador designado por o provedor de serviços de Internet ) e usado pela pessoa em questão no momento do registro, bem como a data e hora do registro. A coleta desses dados é necessária para entender o uso indevido (se houver) do endereço de email de um titular de dados em uma data posterior e, portanto, serve ao propósito de proteção legal do responsável pelo tratamento. Dados pessoais coletados como parte de uma assinatura do boletim será usada apenas para enviar o boletim. Além disso, os assinantes da newsletter podem ser informados por e-mail, desde que seja necessário para a operação do serviço de newsletter ou para um registro em questão, conforme o caso em O evento de alterações na oferta da newsletter ou em caso de alteração das circunstâncias técnicas. Não haverá transferência de dados pessoais coletados pelo serviço de boletim para terceiros. A assinatura da nossa newsletter pode ser encerrada pela pessoa em questão a qualquer momento. O consentimento para o armazenamento de dados pessoais, dado pelo titular dos dados para o envio da newsletter, pode ser revogado a qualquer momento. Para revogar o consentimento, um link correspondente é encontrado em cada boletim. Também é possível cancelar a assinatura do boletim a qualquer momento diretamente no site do controlador ou comunicar isso de forma diferente ao controlador. Acompanhamento de boletins. Nossos boletins contêm pixels de rastreamento. Um pixel de rastreamento é um gráfico em miniatura incorporado nesses e-mails, enviados em formato HTML para permitir o registro e a análise de arquivos de registro. Isso permite uma análise estatística do sucesso ou fracasso das campanhas de marketing online. Com base no pixel de rastreamento interno, podemos ver se e quando um email foi aberto por uma pessoa em questão, e quais links no email foram chamados pelas pessoas em questão. Esses dados pessoais coletados nos pixels de contidas nas cédulas são armazenadas e analisados ​​pelo responsável pelo tratamento para otimizar o envio do boletim, bem como adaptar melhor o conteúdo dos boletins futuros aos interesses da pessoa em questão. Esses dados pessoais não serão repassados ​​a terceiros. As pessoas em questão têm o direito de, a qualquer momento, revogar sua declaração de consentimento para receber boletins. Após uma revogação, esses dados pessoais serão apagados pelo controlador. Consideramos automaticamente retirar o recebimento do boletim como uma revogação. Possibilidade de contato através do site. Nosso site contém informações que permitem um rápido contato eletrônico com nossa empresa, bem como a comunicação direta conosco através de um endereço de e-mail. Se um titular de dados entrar em contato com o controlador por email ou por meio de um formulário de contato, os dados pessoais transmitidos pelo titular serão armazenados automaticamente. Esses dados pessoais transmitidos voluntariamente por um titular de dados para o controlador de dados são armazenados com a finalidade de processar ou entrar em contato com o titular dos dados. Não há transferência desses dados pessoais para terceiros

Nutri-Bay.com utiliza cookies para proporcionar a melhor experiência ao usuário. Aceite cookies para continuar explorando nosso site
Obrigado, está salvo!